21°C 36°C
Floriano, PI
Publicidade

Maranhão lança projeto-piloto do Empodera+, programa voltado para a geração de emprego e renda para pessoas LGBTQIA+

Solenidade ocorreu no Palácio dos Leões, com a presença do governador Carlos Brandão, do ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almei...

13/06/2024 às 19h37
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
- Maranhão lança projeto-piloto do programa Empodera + (Foto: Gilson Teixeira)
- Maranhão lança projeto-piloto do programa Empodera + (Foto: Gilson Teixeira)

O Maranhão é o primeiro estado brasileiro a assinar Acordo de Cooperação Técnica para a execução de projeto-piloto do programa Empodera+, iniciativa do Governo Federal, em parceria com o Governo do Estado, voltada para a elevação escolar, autonomia econômica e empregabilidade de pessoas LGBTQIA+. A solenidade de assinatura do acordo ocorreu nesta quinta-feira (13), no Palácio dos Leões, Centro Histórico de São Luís, com a presença do governador Carlos Brandão, do ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, e de representantes da comunidade LGBTQIA+ do Maranhão.

“Este é um momento histórico para a inclusão social no Maranhão e um passo importante para combater o preconceito e ampliar espaços sociais para essas pessoas. O que a gente precisa é criar oportunidades e promover dignidade para essas pessoas”, enfatizou o governador.

Coordenado pela Secretaria Nacional dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+ do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, o programa Empodera+ visa estabelecer uma política permanente de empregabilidade, geração de renda, incentivo ao empreendedorismo e a economia solidária, especialmente para pessoas LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade social.

Para o ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, com a adesão ao Empodera+, o Maranhão obteve avanço pioneiro, no plano nacional, no que diz respeito à garantia de direitos à população LGBTQIA+.

“Esse evento coloca o Maranhão em parceria com as políticas de cidadania e de promoção de direitos humanos para as pessoas LGBTQIA+, em uma mesma sintonia. O estado do Maranhão não só adere hoje ao conjunto de políticas que estão sendo construídas pelo Governo Federal, mas o Maranhão faz mais do que isso, ele avança em uma política que tem contornos próprios, que vai olhar especificamente para a população LGBTQIA+ maranhense”, disse Silvio Almeida.

Além do Maranhão, o projeto-piloto do Empodera+ será executado inicialmente nos estados do Pará e Espírito Santo, pelo período de um ano. O projeto foi elaborado em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT/ONU) e será executado no Maranhão por meio da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

Por meio da parceria, ficou definido que é compromisso do governo federal a destinação de 30 bolsas de estudo mensais no valor de R$ 1.000,00, pagas por um ano, bem como a contratação de articulador/captador de vagas de emprego e a capacitação da equipe. Já o Poder Executivo estadual fica responsável pela oferta de espaço físico equipado, composto por profissionais como psicólogo, pedagogo e assistente social.

“Esse programa vai reconectar pessoas, que por conta da violência que sofrem, não conseguem garantir a sua autonomia. Quando a pessoa tem a sua autonomia ela consegue trabalhar, se sustentar, ela consegue superar as vulnerabilidades dos preconceitos. O Maranhão é o primeiro estado em que a gente está fazendo essa adesão e essa parceria”, destaca a secretária Nacional dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+, Symmy Larrart.

Plano Estadual para a População LGBTI+

Além da assinatura do acordo de cooperação técnica para a implementação do projeto-piloto do programa Empodera+, o momento foi marcado pela assinatura do Plano Estadual de Políticas Públicas para a População LGBTI+. O plano visa nortear as ações estaduais no processo de construção de políticas públicas de equiparação dos direitos da população LGBTI+ do Maranhão, comunidade que necessita de ações emergenciais e sensíveis de acolhimento às demandas da diversidade sexual e de gênero.

O governador Carlos Brandão ressalta que o plano é o resultado de anos de debates com a sociedade civil organizada e reflete os interesses da comunidade LGBTI+ do Maranhão na busca por mais igualdade.

“Hoje existe muita discriminação, violência, injustiça com essas pessoas e a gente precisa dar apoio, através desse plano, para reverter esse quadro”, detalhou o governador Carlos Brandão.

A titular da Sedihpop, secretária Lília Raquel, avalia que o plano estadual é uma conquista histórica na promoção de direitos humanos e justiça social. “É uma grande conquista do Governo do Maranhão porque institucionaliza ações e programas importantes para que a gente de fato dê mais dignidade, vida plena e segurança para a comunidade LGBTQIA+ do nosso estado.

Também participaram da solenidade de lançamento do Empodera+, deputados estaduais, representados pela presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema), Iracema Vale; o defensor-geral do estado do Maranhão (DPE-MA), Gabriel Furtado, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão (OAB-MA), Caio Saraiva, além de representantes do Conselho Estadual dos Direitos LGBTQI do Maranhão.

Floriano, PI
26°
Tempo limpo

Mín. 21° Máx. 36°

26° Sensação
2.71km/h Vento
36% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h04 Nascer do sol
05h52 Pôr do sol
Qua 36° 23°
Qui 36° 22°
Sex 36° 22°
Sáb 37° 20°
Dom 37° 21°
Atualizado às 21h03
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,59 -0,03%
Euro
R$ 6,06 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,56%
Bitcoin
R$ 389,872,04 -0,28%
Ibovespa
126,589,84 pts -0.99%